Ser Mulher

Por Maria Fernanda Romero

Sou mulher.

Meu espaço frequentemente é invadido

meus desejos frequentemente são hostilizados

sou objetificada.

Sou mulher,

Às vezes, menina,

sou sensível

não sou fraca

nem sou louca

não sou histérica.

Sou mulher

sangro por uma semana

mesmo quando não estou machucada 

as feridas que mais doem são outras 

o coração, às vezes, aperta.

Sou mulher

tenho a possibilidade de ter filhos

deveria ter a possibilidade de não querê-los.

Sou mulher

sou guerreira

sou bruxa

sou flores

sou cores,

 sou amores.

menina com vestido estampado sentada na trilha e uma flor laranja no cabelo
Trilha na Guarda do Embaú