O refúgio dos leões marinhos

Cabo Polônio: um paraíso Uruguaio

Cabo Polônio é um pedaço de terra no meio de um mar bravo, que se quebra em grandes rochas. Sua geografia, perigosa para os navegantes do século XVIII, causou muitos acidentes aos aventureiros que ousaram tentar chegar à região. O mais famoso e que batizou o balneário é o náufrago do capitão espanhol Joseph Pollonio.

dois caminhoes que fazem a travessia para Cabo polonio
Cabo Polônio

O povoado uruguaio está no Departamento de Rocha a 260 km de Montevídeo e sua área é protegida e declarada Reserva Natural da Biosfera pela UNESCO. Esse fator faz com que seja proibido o ingresso de carros particulares no balneário. Há 7 km do centrinho há uma portaria e de lá saem caminhões 4×4 que te levam a Cabo Polônio de fato.

Os caminhões saem algumas vezes por dia, porém sempre bom verificar no site das Rutas del Sol, o valor em março de 2017 estava 500 pesos ida e volta. Os 7 km de trajeto são em dunas desérticas e uma paisagem totalmente virgem. Outra forma (muito) mais difícil de chegar em Cabo Polônio é caminhando pelas Dunas da cidade vizinha, Valizas.

caminhoes que fazem a travessia de cabo polonio no uruguay
Cabo Polônio

A península de Cabo Polônio

A península é muito especial por diversos motivos. Existem duas praias que a cercam, a playa Sur e a playa de la Caravela a primeira é totalmente deserta com apenas algumas casinhas, do melhor estilo uruguaio, simples, planas, com grandes janelas e cores claras.

pedras, mar, casas lindas em uma das melhores praias uruguaias
Cabo Polônio

A playa de la Caravela tem o Farol de Cabo Polônio, para subir no farol o valor é 25 pesos. A subida de 750m não é muito difícil e o visual vale muito a pena. Na base do farol uma incrível costeira, onde leões e lobos marinhos passam os verões curtindo. No inverno os animais migram para uma pequena ilha que fica em frente ao farol. Em outubro também é comum a presença de algumas especíe de baleias no local, assim como golfinhos.

farol de cabo polonio
Farol
espaco de leoes marinhos em cabo polonio
Loberia

A população fixa do vilarejo é  pequena e composta principalmente por artesões, e pescadores. Cabo Polonio não tem rede elétrica e nem asfalto. Algumas casas usam energia solar para esquentar a água, geradores também são comum, principalmente nas noites de verão, quando os barzinhos locais viram pequenos clubes de dança.

Todos esses motivos tornam o refúgio dos animais marinhos tão especial, mas o principal motivo é a plenitude que o lugar traz. Não há uma pessoa que não sinta uma estranha sensação de estar vivendo em outro tempo durante a estadia em Cabo Polonio. Só vivendo para entender.

Anúncios

Autor: culturanavegavel

Jornalista de formação, escritora de alma. Comecei um mochilão por curiosidade e encontrei várias formas de viver e aprender. Hoje levo uma vida nômade, viajando por onde meu coração vibra. instagram: @culturanavegavel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s